segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Impressos aliados à web

Se por um lado o Estadão "briga" com os blogs e "rejeita" a web achando que assim vai se ver livre dessa concorrência, há impressos que estão usando a internet para tornar seus produtos mais atrativos e interativos. Felizmente, nem todos estão encarando de forma negativa os avanços tecnológicos; muito pelo contrário, estão vendo aí uma oportunidade de melhorar sua forma de fazer jornalismo.
Exemplo bem-sucedidos de aliança entre impresso e web são as revistas Superinteressante e Mundo Estranho. Além de terem uma postura mais dinâmica e diferenciada no próprio material impresso, ainda usam a internet para criar situações novas para seus leitores, que podem realmente interagir com as edições. É uma união acertada que traz frutos para a revista e para os leitores.
É claro que não podemos ser meros entusiastas dessa idéia e acreditar que ela é perfeita. Não. Ainda há muito por fazer em termos de webjornalismo, já que mesmo a Superinteressante ainda possui vários padrões analógicos em sua webrevista. Mas já é um passo adiante nessa caminhada ainda desconhecida.
É importante lembrar também que quando uma revista conceituada como a Super se alia como a internet leva consigo a credibilidade contruída ao longo da "carreira" de revista impressa. Ou seja, além de dar mais qualidades ao seu produtos, não enfrenta de maneira tão intensa o problema da falta de credibilidade.

Visitem os sites dessas revistas:
http://super.abril.com.br/super2/home/
http://mundoestranho.abril.com.br/home/

Um comentário:

Malvada disse...

É o Estadão e não a Folha.