sexta-feira, 26 de outubro de 2007

BLOGS E JORNALISMO


Os blogs são cada vez mais utilizados pelos internautas, porém não vão substituir os meios de comunicação social tradicionais. Não podemos negar que os mesmos trouxeram mudanças significativas para o jornalismo, sobretudo para o jornalismo on-line. Os blogs têm muitas diferenças em relação ao jornalismo on-line, e uma delas é a organização em função das datas de publicação, ou seja, o último post encontra-se em primeiro lugar e assim sucessivamente. No jornalismo on-line isto não acontece porque as notícias encontram-se dispostas em função da sua importância e não pela sua data de publicação.

Uma das principais características do blog é ainda a personalização, isto porque muitas vezes se dá mais importância ao jornalista que publica o post do que propriamente à notícia e ao seu conteúdo. A verdade é que esta personalização atrai o público, no entanto isto pode acarretar uma desvantagem muito grande, que é a falta de credibilidade. A personalização é outra característica dos blogs que não é aceitável no jornalismo on-line, pois o webjornal não seria caracterizado pela isenção na informação. A hipertextualidade, ou seja, as hiperligações que encontramos nos blogues, são outra característica muito própria desta ferramenta, que conduz o cibernauta a outros blogs ou sites com informação semelhante. O webjornal não pode fazer isto por questões de publicidade.
Os blogs apresentam assim algumas características que os diferencia dos outros meios de comunicação. Ainda que algumas sejam menos positivas, como a personalização que pode levar à falta de credibilidade, a verdade é que esta ferramenta tem ganho cada vez mais adeptos e um grande espaço no jornalismo atual.
Concluindo, o blog é uma ferramenta que tem atraído muitos utilizadores da Internet, no entanto, apesar de todas as mudanças que trouxe e ainda vai trazer ao jornalismo, não irá substituir os media tradicionais. As características desta nova ferramenta são, como foi referido anteriormente, a publicação em função do tempo, a personalização, hipertextualidade, entre outras, características estas que criaram um jornalismo diferente do jornalismo tradicional, sobretudo pela liberdade que um jornalista tem quando escreve no seu blog, ao contrário do que acontece no seu local de trabalho, em que tem de ser isento e imparcial.

Fonte: Sandra Pereira

4 comentários:

Isma disse...

O Rani, coloca que o texto é da Sandra Pereira. Já deu pau aqui por não citar a fonte.
E tenho dito!

ranieri disse...

FONTE COLOCADA!

Cláudia Brune disse...

Seria legal se colocasse um link para o site onde a Sandra escreve, ou então cita o texto. Sabe, é preciso usar a hipertextualidade também...
O conteúdo é ótimo, muito relevante para a disciplina e nossas discussões de aula.

ranieri disse...

Aqui está o link http://pm2006.blogspot.com/